segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Para os dias em que a fome está maior do que a paciência...

Sob o risco de me tornar repetitiva, vou falar novamente sobre embutidos... Mas agora é sobre o meu favorito: a linguiça Blumenau! Eu sei, eu sei, você deve estar pensando que só porque sou de Blumenau vou querer puxar sardinha para os produtos da região, certo? Pois acertou, é isso mesmo! 
Sem sombra de dúvidas, é a melhor linguiça que eu já comi na vida! Tudo bem que venho comendo desde que meus dentes nasceram, mas a danada é boa! Também, levemente defumada e tendo pernil de porco e toucinho como ingredientes principais, não tinha como não ser...

Mas além de ser boa, tem que ser versátil. E ela é!  Vai bem no pão, recheando bolinhos, no risoto, com picles, pura, etc... Aí, esses dias, com fome e com pressa resolvi tentar um novo jeito: como ragu acompanhando uma massa! E mais uma vez ela combinou perfeitamente...

O melhor de tudo? Fica pronto rapidinho, no tempo do cozimento da massa!



Ragu de Linguiça Blumenau

Ingredientes
1/2 linguiça Blumenau, picada sem a pele
2 xícaras de creme de leite fresco (o de caixinha não funciona!)
100g de massa seca de sua preferência (usei penne, mas só porque não tinha spaghetti em casa)
sal e manteiga para finalizar

Como fazer
Cozinhe a massa de acordo com as instruções do fabricante.
Em uma frigideira grande doure rapidamente a linguiça Blumenau em azeite.
Acrescente o creme de leite e abaixe o fogo. Cozinhe até reduzir para a consistência cremosa.
Acerte o sal, dependendo da linguiça talvez nem seja necessário.
Jogue a massa cozida na frigideira com o molho, misture bem e sirva em seguida. 

Nota: Eu particularmente não gosto de queijo ralado em molhos que levam creme de leite. Mas para quem gosta, agora é o momento de adicionar! 


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Agora, se a correria for tanta que não dá nem tempo de preparar esse ragu, testei recentemente um novo serviço de delivery, o Hellofood, que resolve o problema rapidinho!  Fiz tudo pelo aplicativo para iPhone e meu pedido chegou perfeito! #ficaadica




quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Quando a foto é feia, mas a comida é boa

Eu tenho uma paixão admitida por embutidos. De todos os gostos, tipos e origens. Mas sempre têm alguns que fazem o coração bater mais forte, né? Morcilla é um desses...

Boudin noir para os franceses, blood sausage para os americanos, black pudding para os ingleses, blutwurst para os alemães. Ela está em todos os lugares. Os nomes vão mudando, mas o ingrediente principal não: sangue de porco. É ele o responsável por "colar" o recheio da linguiça e também dar o sabor extra, que já esclareço, é impossível identificar como gosto de sangue... 

Bom, eis que achei uma bela Morcilla no supermercado e não resisti, trouxe pra casa! Aproveitei e também trouxe castanhas portuguesas, sei lá porque tinha encasquetado que elas combinariam muito bem com a morcilla. Afinal, um docinho sempre suaviza um sabor mais forte, não é?

Daí para chegar no risoto foi fácil. Algumas cebolas picadas bem fininhas, Calvados (feito de maçãs, original do norte da França) no lugar do vinho branco e manteiga para finalizar... Mais nada! Com um ingrediente especial, não precisa colocar muita coisa não!

Acontece que na hora de tirar a foto, não achei um jeito sequer de deixar esse prato bonito... Tentei de todas as formas, mas o coitado simplesmente não é fotogênico. Pelo menos ele compensa no sabor: é uma delícia! 




                                         Risoto de morcilla, Calvados e castanha portuguesa  

Ingredientes
1/2 cebola, picada fina
1/2 linguiça espanhola morcilla, cortada em cubos
1 xícara de arroz para risoto
1/2 xícara de Calvados
2 xícaras de água ou caldo de legumes
1/2 xícara castanhas portuguesas, quebradas pequenas
manteiga para finalizar

Como fazer
Comece dourando a cebola em azeite.
Acrescente a morcilla e depois o arroz.
Declace com o Calvados.
Quando o álcool evaporar, vá acrescentando a água ou caldo de legumes aos poucos.
Quando estiver pronto, adicione as castanhas e finalize com a manteiga.


E está aí um risoto que você não vai achar em restaurante nenhum...


quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Tudo novo, de novo!

Lá vou eu começar com um clichê: ano novo, vida nova. Mas juro que é a melhor definição para esse momento! Como vocês acompanharam, nos últimos dois anos tenho ido atrás de uma ideia fixa: virar uma profissional da gastronomia

Mudei para Paris, me formei na Le Cordon Bleu, mudei para Copenhagen, trabalhei no Noma, voltei para o Brasil, estagiei no DOM, depois no Vito... Ufa! E foi só agora, depois disso tudo, de entrar e sair de todos esses lugares, que criei a confiança para dizer: sou uma cozinheira. Júnior, mirim, iniciante, que seja. Mais ainda assim uma cozinheira

E é com essa nova certeza em mente que começo 2014. Muitas ideias para essa fase independente, projetos que espero tomar forma ao longo do ano e uma certeza: vou escrever sobre tudo isso aqui! Aguardem...

Enquanto isso, vamos para a primeira receita do ano. Um sanduíche super fácil de montar, com inspiração francesa que cai muito bem para um jantar leve durante a semana!




Sanduiche à la française

Ingredientes
Pão ciabatta
Rúcula
Queijo de cabra derretido na chapa
Figos frescos cortados em quartos
Presunto cru tipo Parma (acho menos gorduroso do que o Serrano)
Creme balsâmico
Azeite de oliva
Flor de sal

Como fazer
Esquente os pães levemente no forno ou na torradeira.
Unte as duas metades com azeite de oliva.
Monte de acordo com sua preferência.
Finalize com flor de sal.


E feliz 2014 à todos!