sexta-feira, 25 de julho de 2014

O livro da minha bisavó e a receita de Broa de Milho para o meu irmão

Tenho só um irmão. Ele mora lá na minha cidade, Blumenau. Coincidência, ou não, ele é formado em gastronomia também. Ou seja, adora comida! Só que mesmo com a paixão mútua por gastronomia, ele nunca havia me pedido para cozinhar pra ele. Nada específico, pelo menos. Até o dia que ele me pediu para fazer Broa de Milho. Isso foi há mais de três anos... 

Sim, tenho ignorado sistematicamente o pedido dele há três anos. Não por falta de vontade, mas porque não tinha a menor ideia de como fazer Broa de Milho. Tenho certeza que nenhum dos meus livros de culinária francesa inclui uma receita assim. Então fui deixando...




Mas, as coisas estavam prestes a mudar... Eu herdei o livro de culinária da minha bisavó: o clássio "Receitas do Meu Lar", em sua 3a Edição, datada de 1947. Ele foi escrito por uma tal de "Sinhá Cecy", que garantia ter feito ela mesma todas as receitas! 

O livro tem de tudo, desde dicas para montar um "fogão auxiliar" para épocas de racionamento, passando por receitas de papinhas de bebê até cocktails para receber o marido no fim do dia. Uma pérola da história culinária brasileira! 

Mas além do livro, folheando cuidadosamente as páginas eu achei várias receitas anotadas em guardanapos, pedaços de papel, notas fiscais do supermercado. No meio disso tudo tinha uma receita de Broa de Milho. Retirei a erva-doce da receita, mudei um pouquinho as quantidades e aqui está, a receita do caderno da minha bisavó...




Broa de Milho

Ingredientes
1 lata de leite condensado
1 xícara de leite
100 g de manteiga em temperatura ambiente
1 colher (chá) de sal
2 xícaras de fubá
½ xícara de polvilho doce
2 ovos
1 colher (sopa) de fermento em pó

Como fazer
Misture o leite condensado, o leite, a manteiga, o sal e leve ao fogo médio. 
Assim que ferver, abaixe mais ainda o fogo e junte os ingredientes secos, menos o fermento.
Continue mexendo até começar a desgrudar da panela.
Passe a mistura para um bowl grande e adicione os ovos, mexendo bem.
Deixe esfriar um pouco e adicione o fermento.
A mistura ficará bem mole, então use forminhas para assar (eu usei essa aqui da Wilton).
Leve ao forno (220°C), por cerca de 20 minutos ou até que estejam douradas.



Mas a história não acaba aí... E para levar as broinhas, feitas com tanto amor e carinho, de São Paulo para Blumenau? Por sorte, tinha guardada há um tempo essa caixinha desmontada, com direito à lacinho e mini-cartão para dedicatória... 





Acabou sendo perfeita para levar no avião!




Acho que o mano gostou das broinhas, acabaram no dia seguinte...

7 comentários:

  1. Mas que maravilha, que lindo o seu livro, quem me dera ter assim um antigo.

    Bela receita e belos bolinhos adorei, bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida!!! Se quiser alguma receita antiga, me avisa! Beijos

      Excluir
  2. Amo livros de culinária de família, são verdadeiros tesouros. Gostaria que vc postasse a receita original,
    pois gosto c/ erva doce. Obg, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yolanda, boa noite! A receita original leva 1 colher de sopa de erva-doce junto com o leite, já no começo! bjos!

      Excluir
    2. Bruna, anotei, obrigado pela atenção, bjs.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Oi Ana Claudia, como a minha forma é antiaderente, eu quase nunca unto. Mas se você preferir, unte com manteiga e um pouco de fubá por cima! Bjos!

      Excluir

Deixe seu comentário, sugestão ou crítica!

Bruna